1 views
0

Para quem não conhece, 10 for the Chairman é um quadro onde Chris Roberts responde a 10 perguntas feitas pela comunidade do game. Já fazia um certo tempo que ele não apresentava este quadro, onde no início do vídeo até comenta que as coisas andam corridas demais, e que por isso acabou ficando sem tempo para responder estas perguntas. Mas com o lançamento do Spectrum e provavelmente com a eminência da 3.0, ele tirou um tempo e junto de Tony Zurovec, diretor responsável pelo universo persistente, selecionaram as 10 perguntas mais votadas pela comunidade do game no Spectrum.

Conteúdo é bem interessante e trás bastante informação sobre o que está por vir. Pena que este não é um quadro fixo da CIG, pois ele é muito legal. Bom, agora vamos deixar de papo furado e vamos as 10 perguntas feitas pela comunidade do game!

10) Itens e cargas em planetas serão visíveis dentro dos armazéns ou vão simplesmente desaparecer?

Sim, vai existir uma representação visual do estoque daquele armazém, mostrando que há itens estocados nele. Claro que se ele possuir 50 toneladas de um item, o jogador não vai conseguir ver toda esta área sendo ocupada, mas com certeza ele vai ter uma representação visual daquele conteúdo. É uma mecânica diferente do que acontece nas lojas do game, uma vez que você poderá interagir com a vitrine e visualizar itens menores.

Em uma loja de roupas por exemplo, será possível visualizar e experimentar certa peça de roupa, mas a mecânica ainda está sendo estudada, uma vez que o estoque da loja pode ser muito grande para receber uma representação visual fiel. O mesmo acontecerá para lojas de peças e armamentos para nave. Não será possível interagit com todas as armas do estoque, mas será disponibilizado uma representação da arma que deseja adquirir.

9) Existem planos para carregar naves grandes como a série Hull de forma manual, usando naves como Argo, ou até mesmo equipamentos especializados, ou será tudo automático?

Sim, vão existir trabalhos onde naves menores vão realizar o carregamento ou o descarregamento de naves grandes, tendo demanda tanto para os jogadores quanto até mesmo para os NPCs. Mas também vão existir equipamentos especializados que poderão ajudar neste processo, dependendo da estação espacial ou planeta que estiverem. Usando como comparativo, é quase como descarregar um navio. Não são os trabalhadores que fazem isso diretamente, mas sim guinchos e outros maquinários. Eles ainda estão refinando estas ideias e conceitos, mas já estão trabalhando em como criar trabalhos em escala local, permitindo que jogadores ajudem no descarregamento destes gigantes.

8) Poderia contar um pouco mais sobre como vai funcionar a profissão de sucateiro? Ela vai envolver depenar uma nave em busca de peças ainda funcionais ou sucata? Vai funcionar como a mineração, escaneando a nave ou estação em busca de itens valiosos?

A profissão de sucateiro estará dividida em 2 tipos distintos de ação: Coletar peças e itens específicos, ou desmontar completamente uma nave para venda. O jogador poderá localizar a nave destruída e pegar apenas aquilo que ele sabe que é valioso, como um motor que ainda está funcional, armamento, blindagem e até mesmo sua carga, mas também terá a possibilidade de desmontar por completo o casco de uma nave e vender o material bruto para ser derretido, como titânio, ferro e outros materiais que podem ser reaproveitados.

Jogadores poderão ganhar créditos desmontando naves por completo, mas serão muito mais efetivos se souberes quais peças estão valendo mais no mercado e pegar apenas estes itens específicos. Interessante comentar também que a nave pode estar em um ambiente nocivo, onde não há muito tempo para ficar ali. Então pegar apenas o que realmente tem valor vai contar muito nestes momentos.

7) Tanto na mineração quanto no transporte, quais outros perigos iremos encontrar além dos piratas?

Além dos famigerados piratas, o espaço reserva uma série de outros perigos para o jogador, como chuva de meteoros, cometas, naves a deriva que podem cruzar seu caminho, campos de detritos e até mesmo mini buracos negros. Mas estes perigos poderão ser algo valioso também para o jogador, pois tudo se resume a informação. Se em sua viagem você passar por um cometa, e ele ainda não foi catalogado, será possível vender a informação para alguém interessado em explorar para saber se há recursos interessantes nele.

Ou se passou por uma nave a deriva, será interessante vender esta informação para um sucateiro. Ainda falando em piratas, o perigo que o sucateiro corre numa missão destas é justamente se topar com alguém que já está coletando os recursos da nave e não quer dividir com mais ninguém, gerando um pequeno conflito. Em relação aos buracos negros, será possível vender sua localização para que cientistas possam estudá-lo.

Há ainda a questão de falha de componentes de sua nave. A a mecânica de itens 2.0 funcionando perfeitamente no futuro, o desgaste natual de suas peças pode fazer com que eles quebrem no meu de sua expedição, deixando você a deriva.

6) Com a introdução de itens destrutivos na atualização 2.6, eles poderão receber persistência no futuro, ou serão simplesmente resetados automaticamente?

Atualmente, a persistência do universo do game é bem básica, onde para este ano a CIG vai trazer mais e mais persistência para o jogo, o que inclui itens do jogador, estado da nave, estações, entre  outros. E esta persistência vai cobrir vários tipos de itens, como naves, armamentos, sucatas, e tudo aquilo que for considerado importante para o jogo. Claro que itens de menor importância como cápsulas de munição, garrafas quebradas ou coisas do gênero, não serão guardados, justamente para não ocupar a memória do servidor.

Ainda existirá no game áreas comuns que poderão ser destruídas pelos jogadores. Chris Roberts quer evitar que alguém vá até Port Olissar e acabe atirando nos vidros da estação só para matar todos lá dentro.

O sistema de manutenção dos itens que foram destruídos será dividido em dois tipos de missão. Itens de maior importância como estações espaciais, vão gerar missões para que os jogadores possam ir a um lugar específico para realizar o conserto. Já para itens estéticos como vidros, paredes e demais containers, os próprios NPCs vão fazer a troca, dando a sensação de universo vivo, vendo tudo acontecer de forma natural ao seu redor.

5) Em relação a mecânica de transporte, como vai funcionar o carregamento e descarregamento de sua nave no lançamento das primeiras profissões, e depois pensando a longo prazo?

As naves poderão ser carregas de forma manual, contratando NPCs ou de forma mais automática. Será possível interagir com itens menores como caixas, e levar elas até sua nave ou entregar diretamente a um determinado destinatário, assim como também será possível acomodar cargas de maior porte, usando esteiras gravitacionais. O carramento dos itens de menor volume vai trazer um gameplay completamente diferente, uma vez que será possível entregar produtos ilícitos em estações ou planetas, onde você terá que passar despercebido pela segurança.

Se for pego traficando, estará extremamente vulnerável a algum ataque pois seu tempo de resposta será muito menor por ter que largar o conteúdo que está carregando para poder sacar uma arma. Sendo assim, existirá demanda para contratação de guarda costas para ajudar em sua missão.

Também vai existir a possibilidade de usar naves de pequeno porte como a Argo para realizar carga e descarga de itens, principalmente no que diz respeito a naves de grande porte.

4) Será possível mudar de profissão de forma fácil e fluída, ou teremos que nos requalificar para a nova profissão?

Como o game não é baseado em árvore de habilidade ou preset de profissões, vai ser possível sim mudar de profissão a hora que desejar. Claro que seu rendimento em sua nova profissão vai depender muito mais do equipamento que possui, e de sua reputação.

3) Com o progresso do desenvolvimento da Prospector, podemos afirmar que teremos mineração já na atualização 3.0?

Sim, a profissão de mineração já está sendo trabalhada para ser entregue na 3.0, passando a ser um dos objetivos da equipe de desenvolvimento. Vai ser entregue algo bem básico inicialmente, pois adicionar uma nova profissão requer aumentar o número de funcionalidades que o gameplay vai possuir. Mas nada mais lógico ter mineração já nesta versão, pois ela trata muito no trabalho de coleta e transporte de recursos.

Apesar de estarem trabalhando nela e terem a meta de entregarem já na 3.0, ainda não é algo 100% certo, mas que a equipe do game vai se esforçar ao máximo para incluir no game.

2) Para maior eficiência em nossa profissão, será preciso se qualificar para ela ou vai ser mais uma questão de ter a nave certa para o trabalho?

Ter a nave certa para o trabalho vai ser o básico para poder ingressar na profissão. Como o game não é baseado em árvore de habilidades, tudo será construído com base em sua reputação. Então ao iniciar em uma profissão, você terá acesso apenas aos trabalhos básicos dela, mas a medida que for completando estas missões e ganhando mais reputação, trabalhos mais desafiadores e consequentemente mais bem pagos vão aparecer.

No caso do transporte por exemplo, naves de grande porte e uma boa reputação, vão garantir cargas de tipos diferentes para serem carregadas, assim como mais quantidade delas.

1) Vai existir piloto automático a ponto de podermos sair do cockpit e realizar outras tarefas?

Sim, vai existir piloto automático dentro das mecânicas de jogo. Já que pode ser preciso quase 30 minutos para cruzar todo um sistema em velocidade de Quantum Drive, vai ser possível sair de seu cockpit e andar pela nave, realizando outras tarefas enquanto não chega ao seu destino. Este recurso também estará dispnível a velocidade normal ou em modo de cruzeiro. Caso não esteja no comando da nave e aparecer um opstáculo, sua nave vai parar os motores de Quantum Drive, ou desacionar a velocidade de cruzeiro, e vai para a nave por completo, evitando o impacto.

A pergunta foi direcionada especificamente a piloto automático, mas para complementar, caso você tenha contratado NPCs como tripulação, e tenha um piloto em sua equipe, será possível fazer um gerenciamento macro de forma muito fácil, podendo tomar rápidas decisões em momentos importantes. E como os NPCs terão autonomia para fazer qualquer tipo de trabalho como tripulação, você poderá executar outras funções em sua nave, caso seja necessário.

 

About author
Giancarlo Rosa

Borgotchongo

Desenvolvedor WEB, ciclista, PCista (não sou fanboy, só acho que o PC é melhor que todas as outras plataformas), mas principalmente, aficionado por games, sou fundador do site JogandoAgora e também do GameIntro. Curto games com um bom enredo e também gosto de discutir (bater boca mesmo) com meus amigos sobre campanhas single player, e de vez em quando, ganhar algumas partidas multiplayer dos meus filhões, afinal de contas, humildade bem acima de tudo. Jogos preferidos: StarCraft 2, Xcom, Mass Effect, Gears of War, Battlefield.

Your email address will not be published. Required fields are marked *